fbpx

Usando a criatividade ao fotografar um imóvel

Ser criativo significa “pensar fora da caixa“. Buscar a originalidade ou um ângulo no qual você mostrará ao receptor o imóvel de uma forma diferente e poética.

Quando ensino fotografia para os profissionais imobiliários, descrevo dicas de quais ângulos realizar, como a iluminação deve ser pensada e quais os lugares que devemos nos posicionar para atingir o resultado que esperamos. Mas acredito que podemos começar a pensar além disso, de forma a usar a nossa criatividade para salientar os pontos positivos do imóvel que estamos anunciando.

Leia também: Como passar segurança para seus clientes?

Nosso intuito é despertar a imaginação do receptor ao criarmos o anúncio. A composição das fotos e do texto descritivo devem ser claras e os detalhes apresentados precisam ser estudados a fim de criar a conexão que esperamos. Então como podemos fazer isso?

No momento em que você está com o proprietário pegando todas as informações sobre o imóvel, é onde isso se inicia. O mapeamento de todos os pontos fortes do é feito a partir deste momento, onde vamos descobrir o que o imóvel oferece de positivo e o que o proprietário enxergou de valor quando ele decidiu morar lá. Essas informações irão compor tanto a sua descrição, ou seja, contamos a história segundo o nosso ponto de vista, o ponto de vista do morador e o que o local tem de melhor a oferecer, além da composição das fotos que de fato serão publicadas. O que você pode fazer para trazer algo de diferente, ou algum ponto de vista no qual ninguém pensou antes? 

E-book gratuito: O que os melhores corretores têm em comum?

Para isso precisamos começar a exercitar o nosso olhar crítico sobre o mundo ao nosso redor. Observar os detalhes, coisas sutis que com a correria do dia-a-dia podem passar despercebidas. Quando treinamos nossa mente para nos atentarmos também para as pequenas coisas, temos mais facilidade em deixar a nossa criatividade agir. 

Qual ângulo diferente você poderia criar para mostrar a vista de uma janela? Como fotografamos um espaço que compõe uma lareira aconchegante? E a cozinha americana? Posso mostrar o ambiente como um todo na minha fotografia, assim como posso mostrar em algum detalhe o quanto aquele detalhe faz sentido para quem o procura.

Pensar fora da caixa é um exercício. Estamos “condicionados pelo sistema”, somos levados muitas vezes pela “onda” do que todos estão criando e replicando. Procuramos padrões para seguir, como por exemplo a clássica descrição técnica do imóvel (número de quartos, metragem, número de garagens), e poucos começaram a pensar na descrição de uma forma diferente. Muitas sugestões de chamadas para anúncio aparecem neste padrão e as pessoas continuam seguindo o modelo. Seguir modelos não é de fato algo ruim, nos orienta a seguir um caminho e a repetição disso nos ajuda a aprimorar nossas formas de trabalho. 

Indico a começar a pensar com uma base (modelo), e passar a criar novas perspectivas em cima dele, ou seja: eu sigo os princípios de iluminação e enquadramento, procuro fazer minha foto ser harmônica e atrativa ao olhar, mas posso criar inúmeras possibilidades com este “modelo”.

Veja dois exemplos abaixo:

Foto feita com um IPhone 7 Plus

Esta foto poderia ser tirada apenas apoiando-se no beiral da janela, e então fotografando a vista como um todo. Porém procurei pensar diferente e trazer uma sensação a mais para quem a admira: emoldurei a vista como se estivesse a observar um quadro, e deixei apenas uma parte da cama à mostra para indicar que a vista desta janela é de um quarto, e então posso pensar: “como seria poder acordar e vislumbrar essa paisagem?

É isso que buscamos quando tentamos criar algo diferente. Qual a sensação que posso trazer para a foto e que irá criar uma experiência única para quem a admira?

Na segunda imagem temos outra vista, onde novamente usamos a parede e alguns objetos para emoldurar a foto. Ela se tornou um quadro que muda de acordo com o clima e as estações do ano, construções que são feitas ao longo do tempo e crescimento da vegetação. Isso não é incrível?

Nestes outros dois exemplos abaixo, mostro um espaço com lareira e outra com um local para descanso. Quais sensações são despertadas em você ao observar esses ambientes? Veja que eu não fotografei a sala na íntegra neste momento, pois a sensação que eu queria passar era única: contato com a natureza e aconchego. 

Fotos feitas com um IPhone 7 Plus

Recomendo sempre para quem está começando na fotografia para que procure manter a câmera sempre reta na sua linha de visão, e movimentando apenas o seu corpo. Ou seja, quando vamos tirar uma foto de um ângulo mais baixo, nós abaixamos o corpo, e não o telefone em si. Mesmo com essa pequena regra que nos ajuda a realizar fotos retas, podemos explorar o ambiente de forma criativa fazendo de acordo com o exemplo abaixo:

A casa possui 3 andares e uma bela escadaria. Foi gratificante fotografar e claro, suas características despertaram minha criatividade. Procurei subir até o último andar e realizar a foto da escada de cima para baixo, procurando manter as técnicas de fotografia sob um ponto de vista diferente. É isso que o treino na fotografia nos proporciona: olhar as coisas por um ângulo que talvez ninguém tenha observado antes.

Baixe agora: Dicas de como preparar um imóvel para fotos profissionais

Outra dica que eu te dou é que podemos encontrar animais de estimação em alguns imóveis, e podemos realizar algumas fotos do espaço com esses animais como ponto chave do charme do ambiente. Colocar um animalzinho em uma das fotos do anúncio provoca o efeito do “aaaaaahhh 😍” e costuma encantar o futuro cliente. Aproveite!

Continue treinando diariamente suas técnicas na fotografia para buscar diferentes pontos de vista e explorá-los em seus anúncios. Tenho certeza de que seu resultado será mais impactante!


Fundadora da Dicastanha Fotografia, com 28 anos Diana Hattum é fotógrafa e a 05 anos tem atuado no mercado de fotografia imobiliária. Ao longo deste período atendeu mais de 100 empresas e realizou fotografias para cerca de 15.000 imóveis em São Paulo e Rio de Janeiro, juntamente com uma equipe de atendimento, fotógrafos e tratadores de imagem. Atualmente realiza workshops pela Dicastanha Treinamentos com o intuito de agregar valor e conhecimento  à todos os profissionais do mercado imobiliário.

Quer encontrar uma rede de milhares de corretores e fechar parcerias com total segurança? Experimente o Homer. É 100% gratuito, não tem pegadinha nem mensalidade. Sabe o melhor? Fechando toda a parceria dentro do Homer, nós garantimos a comissão caso o seu parceiro não lhe pague. Baixe agora clicando aqui!