fbpx

Os principais fatores de valorização e depreciação de um imóvel

Quando vamos tratar de definir um preço de mercado para um imóvel que pretendemos vender, surgem muitas dúvidas.  Basicamente, sabemos que os imóveis são diferentes entre si e isso, por si só, já é um fator de dificuldade para comparação e definição de preço de venda.

Saiba mais: Visita ao imóvel – 3 erros para não cometer

Sendo assim, relaciono para você os chamados fatores de valorização e depreciação de um imóvel, ou seja, elementos que são comuns a todos os imóveis e que influem no seu preço de mercado para mais ou para menos, baseado no interesse, maior ou menor, que os compradores possam ter no  imóvel.

Os fatores relacionados abaixo são os principais, não obstante a outros que você pode escolher para avaliar o imóvel:

PRINCIPAIS FATORES DE VALORIZAÇÃO DE UM IMÓVEL

– Imóvel para entrega imediata, por estar desocupado;

– Transporte de fácil acesso: metrô, ponto de ônibus etc;

– Vizinhança a bons colégios e outras instituições educacionais;

– Rua exclusivamente residencial;

– Vista para o mar, montanha, lagoa etc;

– Bom estado de conservação por não necessitar obras;

– Área de lazer e serviços, seja no imóvel, seja no condomínio;

– Bons materiais de acabamento interno no imóvel ou nas partes comuns do condomínio;

E-book gratuito: Conquistando clientes no mercado imobiliário

PRINCIPAIS FATORES DE DEPRECIAÇÃO DE UM IMÓVEL

– Um imóvel de luxo, alto padrão, localizado em rua desvalorizada pela vizinhança ruim;

– Apartamento com acesso à portaria através de galeria comercial, em que se encontram pequenos negócios de frequência negativa;

– Imóveis localizados em ruas com feira-livre, boate, funerária, bares e outros ramos comerciais que prejudiquem o aspecto residencial do imóvel;

– Grande fluxo de trânsito na rua, de forma que se dificulta o acesso para entrar e sair do imóvel, além do ruído causado pelo trânsito;

– Ruas de acesso a favelas, dificultando a convivência entre os moradores, além de grande movimentação policial e outros riscos daí decorrentes;

– Imóvel ocupado por inquilino, pois, salvo exceções, é comum criar-se dificuldades;

– Estado de conservação ruim do imóvel, pois necessitará de obras;

– Preço do imóvel fora da realidade do mercado. Por vezes o proprietário deseja obter um valor que o imóvel não é capaz de lhe fornecer, acarretando em uma publicidade muito longa do imóvel à venda, e todo o mercado tomando conhecimento desse fato.

Veja também: 10 características pessoais que podem te custar clientes

Os fatores aqui relacionados não esgotam o tema, conforme dito acima, o corretor de imóveis pode encontrar outros fatores no momento de visitar e vistoriar o imóvel.


Fabrício Junqueira é corretor de imóveis há 9 anos, atuando no segmento de compra e venda de imóveis usados. É Delegado do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado do Rio de Janeiro, em Itaipava e colunista da tradicional coluna “Cantinho do Corretor”, do Jornal Tribuna de Petrópolis”. Fabrício é nosso colunista convidado aos sábados no Blog Homer.

Quer encontrar uma rede de milhares de corretores e fechar parcerias com total segurança? Experimente o Homer. É 100% gratuito, não tem pegadinha nem mensalidade. Sabe o melhor? Fechando toda a parceria dentro do Homer, nós garantimos a comissão caso o seu parceiro não lhe pague. Baixe agora clicando aqui!