fbpx

O protagonismo feminino no mercado imobiliário

O protagonismo feminino no mercado de trabalho dos últimos 20 anos teve um outro efeito importante e jamais imaginado por profissionais e empreendedores do setor imobiliário.

Todos sabem que o mercado imobiliário é essencialmente masculino no que tange a escolha e captação de novos terrenos e em grande parte na definição das primeiras noções de produtos para estes novos terrenos.

Leia também:  O crescimento do trabalho feminino no mercado imobiliário

Mas quem determina o que vai ser aceito ou não lá na ponta final da compra dos imóveis são as mulheres, e não é só uma questão de opinião ou gosto delas, como muitos podem pensar, e sim uma questão de mudança profunda de comportamento e de poder aquisitivo. As mulheres de 2020 são determinantes na renda da família, bem como na formação da renda familiar para a compra do imóvel. O meu avô, presenteou a minha avó com uma casa há 60 anos atrás que ela só foi conhecer depois de comprada, ela não sabia nem o bairro onde ficava, e teve que gostar dos acabamentos, da arquitetura, enfim, hoje, todos sabem que isso é quase impossível, quem fizer isso corre o risco de ter que devolver o imóvel que comprou, as mulheres participam de todas as fases da compra de um imóvel.

Baixe agora: E-book gratuito –  Como manter os clientes conectados e realizar vendas em tempos de crise 

Hoje elas curtem mais com as amigas, focam mais nos estudos e na carreira, casam mais tarde por opção, tem menos filhos ou um só filho, usam menos carros, já querem pagar menos na taxa de condomínio, enfim, são novos hábitos que impõe ao mercado imobiliário a necessidade de criar novos produtos adaptados ao novo comportamento.

Leia também: O futuro imobiliário é feminino

Para os corretores de imóveis, também há a necessidade de mudança do discurso, quase não dá mais para vender falando: “aqui terá ampla sala de visitas e jantar” quando a cliente quer “mais varanda gourmet” ou um “closet mais amplo” ou ainda uma área para “home office” para ela realizar mais reuniões on line de trabalho ou as famosas Lives em redes sociais. As prioridades se inverteram.


Marcus Araujo é estatístico e conselheiro do CONRE/SP, atua há 25 anos na área de dados e inteligência para o setor imobiliário com 610 bilhões de reais em VGV testados em pesquisas de mercado, a maior base de dados das Américas. Chamado de Mago do Imobiliário, é considerado o principal futurista do setor imobiliário sendo autor do livro “Meu Imóvel, Meu Mundo”


Quer encontrar uma rede de milhares de corretores e fechar parcerias com total segurança? Experimente o Homer. É 100% gratuito, não tem pegadinha nem mensalidade. Sabe o melhor? Fechando toda a parceria dentro do Homer, nós garantimos a comissão caso o seu parceiro não lhe pague.